Fitness · Saúde

Como fazer uma drenagem linfática em casa

Olá pessoal!! Tudo bem?

Uma massagem que elimina o inchaço, ajuda a combater celulite, ajuda a emagrecer e perder a barriga. Além disso, ainda ativa o sistema imunológico. A drenagem linfática consiste em estimular o sistema linfático (uma rede complexa de vasos que movem fluidos pelo corpo) a trabalhar de forma mais acelerada. Como resultado, o organismo elimina mais rápido líquidos e toxinas.

Resultado de imagem para drenagem linfatica em casa

As drenagens feitas por profissionais especializados são as mais eficientes, mas você também pode aprender a fazer uma drenagem linfática em casa e obter benefícios satisfatórios. Lembre-se de que o resultado não irá aparecer logo na primeira que você fizer a drenagem linfática manual, mas sim após algumas semanas que você repetir regularmente essa massagem. Confira as orientações de especialistas sobre como realizá-la:

Prepare a pele

A dermatologista Daniela Landim explica que antes de começar a fazer a drenagem linfática manual é necessário fazer uma esfoliação corporal, massageando a pele de forma circular e suave para ativar a circulação local. De acordo com ela, esse procedimento pode ser feito uma vez por semana. Também dermatologista, Miriam Sabino recomenda se deitar e colocar apoio nas pernas (pode ser um travesseiro mais alto na altura dos tornozelos e panturrilha) para melhorar o retorno venoso. Fique nessa posição durante uns 15 minutos antes de iniciar a drenagem linfática.

Tome um banho

A drenagem linfática ajudar a eliminar as toxinas do corpo e aliviar pontos de tensão para desobstruir a linfa (líquido que circula nos vasos linfáticos). Por isso, é melhor fazer a massagem após o banho, pois a água morna promove vasodilatação. Além disso, isso facilita a penetração dos ativos do creme, ativa a circulação e relaxa o corpo, tornando o procedimento mais prazeroso e eficaz.

Escolha os objetos certos

As mãos podem ser usadas para uma massagem clássica, mas as dermatologistas contam que o bambu, também é ótimo para a drenagem feita em casa. Um dos motivos é que os bambus são utilizados como prolongamento dos dedos, aumentando assim o alcance dos toques.

Escolha os cremes certos

“O uso de óleo de massagem ou creme ajuda no deslizamento das mãos e do objeto”, conta a dermatologista Miriam. Além disso, ajuda a diminuir o atrito com os pelos, principalmente no caso dos homens. A fisioterapeuta e especialista em drenagem linfática do Centro de Qualidade de Vida (CQV) Luciene Martins recomenda cremes com princípios ativos que ajudam a melhorar a circulação e combater a celulite, como cafeína, guaraná, ginko biloba, cavalinha e centelha asiática. Use o equivalente a uma moeda do produto para cada área. Primeiro espalhe o creme nas palmas das mãos. Com isso, ele ficará quente e facilitará a aplicação.

A parte do corpo certa para fazer drenagem linfática

Você pode fazer a massagem de drenagem linfáticas nas pernas, nos braços, na região do tronco, incluindo a barriga, e na face. “Todas essas áreas apresentam gânglios linfáticos que, ao serem estimulados, aceleram o processo de drenagem e perda de excesso de líquido corporal que causa inchaço e edema”.

Movimentos da drenagem linfática manual

Atenção nessa hora: o movimento não precisa ser forte a ponto de machucar a sua pele, principalmente se você possui varizes. Neste caso, pode causar inflamação nas veias e formação de trombos. Os movimentos circulares devem ser feitos com o polegar. Já com a mão em forma de conchinha, faça também movimentos lentos e de leve compressão, como se estivesse bombeando a pele. Repita entre cinco a dez vezes nas regiões dos corpos que apresentam gânglios linfáticos.

Nas pernas, os movimentos são ascendentes: da perna até a fossa poplítea (parte posterior do joelho), da coxa até a virilha. Na barriga o movimento deve ser feito até a virilha. Já nos braços e tórax, os movimentos vão a caminho das axilas.

Faça a drenagem à tarde ou à noite

A drenagem no período vespertino ou noturno é mais adequada porque libera as toxinas e retira o líquido do corpo acumulados ao longo do dia. “Você pode até associar uma música suave para promover um relaxamento mental e melhorar a qualidade do sono”,

Repita mais de uma vez por semana

É possível fazer drenagem linfática manual todos os dias, mas você pode ver um resultado interessante se fizer a massagem de duas a três vezes por semana. Miriam sugere pedir auxílio de um profissional especializado para que você tenha mais garantias de que irá acertar nos movimentos. “É a pressão e a forma de movimentar durante a massagem que trarão o benefício esperado”.

Achei um vídeo bem legal falando sobre como fazer a drenagem linfática em casa. Clique aqui e veja!

 Fonte: Minha vida

Bjs!!♥

Anúncios
Fitness · Saúde

Benefícios da Corrida Para Saúde e Boa Forma

Olá pessoal!! Tudo bem?

A corrida é uma das atividades físicas mais completas em benefícios para a saúde e a boa forma, além de ser também uma das mais gratificantes.

Quem corre pode estar em contato com a natureza por mais tempo, pode fazer mais amigos, livrar-se do estresse e sentir-se mais feliz.

Há uma série de evidências científicas que provam que há mais benefícios da corrida ou quaisquer exercícios intensos praticados regularmente que qualquer pílula que um médico possa prescrever.

Praticantes da corrida afirmam que o exercício torna-se um estilo de vida ao longo do tempo, e especialistas asseguram que este estilo de vida serve para melhorar o condicionamento aeróbico e aumentar a atividade das enzimas e hormônios que estimulam os músculos e o coração a trabalhar melhor, entre outros benefícios que veremos a seguir.

Resultado de imagem para correr

Benefícios da corrida para a saúde

Estudos comprovam que os exercícios vigorosos, quando bem praticados, rendem benefícios em abundância e de forma cumulativa para a saúde, ou seja, quanto mais você pratica, ou quanto mais difícil o exercício se torna, melhor estará a sua saúde.

É sabido que há uma melhora significativa na saúde de pessoas que saem de um estado sedentário para um nível mínimo de atividade física, mas esportes que envolvem intensidades mais altas, maior frequência e maior duração, proporcionam benefícios adicionais.

Um estudo recente mostrou que indivíduos que correm mais de 80 quilômetros por semana têm aumento significativo do HDL (o bom colesterol) e diminuição significativa da gordura corporal, das triglicérides e do risco de doenças cardíacas que os indivíduos que correm menos de 16 quilômetros por semana.

Além disso, o mesmo estudo mostrou que os corredores de longa distância tiveram uma redução de quase 50% na pressão arterial e mais de 50% de redução no uso de medicamentos para reduzir a pressão e o colesterol no sangue.

Benefícios da corrida para a boa forma

A boa forma geral do nosso organismo depende completamente da nossa capacidade cardiorrespiratória, ou seja, a capacidade do coração para bombear oxigênio de forma eficientemente forte e contínua para todos os músculos do corpo.

Quanto mais exercícios aeróbicos uma pessoa faz, mais sangue e oxigênio seu coração vai bombear a cada batida e mais oxigênio seus músculos vão consumir. Por exemplo, se uma pessoa tem 100 moléculas de oxigênio flutuando em sua corrente sanguínea, um músculo condicionado pode consumir 75 moléculas, enquanto um músculo mal exercitado só poderá consumir 30, ou até menos do que isso.

Na verdade, corredores de longa distância tendem a ter um consumo de oxigênio três vezes mais eficiente do que as pessoas sedentárias.

Lista de Benefícios da Corrida Para Saúde e Boa Forma

1. A corrida é um dos melhores exercícios para o coração

Os benefícios da corrida para o coração são um consenso entre todos os especialistas da saúde.

De acordo com um estudo de referência publicado pela fundação americana de cardiologia, correr de cinco a dez minutos por dia em velocidades lentas está associado a um risco drasticamente reduzido de morrer de doenças cardiovasculares.

Se compararmos, por exemplo, mulheres que nunca correram com corredoras regulares, as primeiras têm o dobro da probabilidade de morrer de doença cardíaca.

Todas as vezes que corremos há um aumento da frequência cardíaca, o que fortalece o músculo do coração e prolonga a sua capacidade de bombeamento de sangue, portanto, a sua vida útil.

Além disso, durante a corrida as artérias se expandem e contraem vigorosamente, movimentos que as mantêm mais fortes e ajustadas, ajudando a manter a pressão arterial em uma faixa normal.

2. Quem corre tende a se sentir mais feliz

Os corredores regulares sabem que o exercício melhora o humor, não importa o quão ruim ele estivesse no momento da largada. Isto se deve à liberação dos hormônios conhecidos como endorfina e endocanabinoide, responsáveis pela sensação de bem estar no organismo.

Em um estudo publicado pela Medicine & Science in Sports & Exercise, pesquisadores descobriram que mesmo uma única sessão de exercício de 30 minutos de caminhada em uma esteira poderia melhorar instantaneamente o humor de alguém que sofre de algum grau de depressão.

Estudos também têm mostrado que a corrida ainda protege contra ansiedade e depressão e pode ajudar as pessoas a lidarem com a ansiedade e o estresse, as principais causas da infelicidade nos dias atuais.

Em 2007, especialistas em comportamento fisiológico humano chegaram a afirmar que a corrida causa as mesmas adaptações neuroquímicas de recompensa no cérebro que certas drogas. Eles fizeram esta comparação para explicar que a sensação de recompensa e bem estar é o que leva à dependência. No caso da corrida, uma dependência que só faz bem!

3. O cérebro do corredor trabalha melhor

Cientistas descobriram que o mesmo processo físico-químico que alimenta e controla a eficiência do uso de energia no nosso organismo também age na formação da memória e nos processos de aprendizagem. Uma única proteína controla a liberação de energia para os músculos e também para o cérebro. Eles descobriram que corredores têm uma maior liberação desta proteína.

De acordo com o professor Ronald Evans, diretor do Instituto Salk para Estudos Biológicos, na Califórnia, “o coração e os músculos precisam de uma onda de energia para realizar exercícios e os neurônios precisam de uma onda de energia semelhante para formar novas memórias”.

Curiosamente, há uma abundância de exemplos de grandes pensadores que também eram corredores impressionantes. O decifrador de enigmas Alan Turing corria maratonas de quase três horas. O político britânico e jornalista Matthew Parris corria mais de duas horas com frequência e o cientista ganhador do Prêmio Nobel Wolfgang Ketterle chegou a cronometrar quase três horas de corrida.

3. Correr fortalece as articulações do joelho e os ossos

Um dos estudos que mostra os benefícios da corrida para a boa forma foi publicado pela revista Medicine & Science in Sports & Exercise. Nele, 100.000 corredores e pessoas que faziam caminhadas leves foram analisados, e constatou-se entre as pessoas que corriam cerca de 40 quilômetros regularmente o risco de desenvolver osteoartrose do joelho caiu pela metade.

Eles ressaltam que todas as vezes que o corredor pisa vigorosamente há um fortalecimento maior dos ossos, cartilagem e músculos que sustentam o joelho. Pessoas que realizam exercícios de baixo impacto como caminhadas e natação não têm o mesmo nível de benefício.

Além disso, pesquisas já comprovaram que corridas são benéficas para os joelhos porque o movimento acentuado dos ossos aumenta a produção de massa óssea, e pode ajudar a impedir a perda óssea relacionada com a idade. De acordo com o pesquisador da Universidade de Boston David Felson, “Muitos estudos de longo prazo mostram que correr não parece causar muito dano aos joelhos, na verdade, quando olhamos para as pessoas com artrite do joelho, não é comum encontramos uma história prévia de corrida, e quando olhamos para os corredores e os acompanhamos ao longo do tempo, não vemos um risco aumentado de desenvolver osteoartrose”, disse Felson.

4. Correr emagrece

Correr regularmente queima calorias tanto durante o período que se pratica o exercício quanto depois, trata-se do “afterburn”, um processo de queima de calorias após o exercício por causa do excesso de consumo de oxigênio pelo organismo. O melhor é que este efeito ocorre mesmo em corridas mais lentas, apenas em um ritmo um pouco mais rápido do que a caminhada normal.

É possível que alguns esportes como a natação, em alguns casos, queimem até mais calorias do que correr, mas se compararmos o físico de nadadores olímpicos e de corredores de longa distância vê-se que os corredores têm corpo mais magro e definido.

Correr requer uma grande quantidade de combustível (calorias). Uma pessoa pesando 68 quilos queima, em média, 12 calorias por minuto se correr um quilômetro e meio em 10 minutos. Se a corrida for feita em terreno íngreme, que exige mais esforço, a queima pode ser ainda maior.

5. Correr faz bem para as pernas

Os maiores músculos do nosso corpo estão nas pernas e há benefícios da corrida para todos eles: músculos internos e externos das coxas, panturrilha e até os glúteos. Correr é como realizar uma dúzia exercícios de perna em um só.

6. Corrida diminui o risco de câncer

Correr não cura o câncer, mas há uma abundância de provas de que os benefícios da corrida podem ajudar a evitá-lo.

Em um documento amplo sobre as relações entre exercícios físicos e casos de câncer, cientistas finlandeses estudaram a saúde de um grupo de 2.560 homens de meia idade ao longo de 17 anos e então revelaram as suas conclusões. Eles descobriram que os homens que eram fisicamente ativos eram menos propensos a desenvolver câncer. Até este ponto não há surpresa.

O que foi mais interessante, no entanto, foi a descoberta de que aqueles que praticavam corrida, ou faziam exercício de intensidade similar, por 30 minutos diariamente estavam mais protegidos contra a doença e exibiram “uma redução de 50% no risco de morrer prematuramente de câncer de qualquer natureza”, de acordo com Sudhir Kurl, médico diretor da Escola de Saúde Pública e Nutrição Clínica na Universidade de Kuopio.

7. Os corredores têm melhor qualidade auditiva

De acordo com pesquisa realizada na Universidade Belarmino, em Kentucky, EUA, correr aumenta o envio de fluxo sanguíneo para os ouvidos, o que resulta em melhoria da audição.

Neste estudo, Dr. Paul Loprinzi estudou 1.082 mulheres adultas e concluiu que aquelas com maior aptidão cardiorrespiratória tiveram melhor função auditiva tanto de alta quanto de baixa frequência. As mulheres que praticavam exercícios que as proporcionava maior aptidão aeróbica, como corridas, mostraram-se 6% mais propensas a terem uma boa audição do que as sedentárias.

8. Ser bom na corrida pode indicar melhor saúde reprodutiva

Cientistas da Universidade de Cambridge estudaram 542 corredores na maratona de Robin Hood, em Nottingham, e descobriram que aqueles que terminaram a corrida mais rapidamente estavam mais propensos a ter impulsos sexuais mais fortes e tinham maior contagem de esperma.

Eles defendem que os bons corredores são mais susceptíveis a ter boa resistência e refletem uma herança genética de maior saúde reprodutiva. Segundo os pesquisadores, se os antepassados foram excelentes caçadores de persistência, por exemplo, eles teriam passado mais genes para seus descendentes e estes seriam mais fortes e gerariam também bons reprodutores.

“A observação de que a capacidade de corrida e resistência está ligada ao potencial reprodutivo nos homens sugere que as mulheres antepassadas eram capazes de observar na atividade física um sinal para escolher um bom parceiro de reprodução”, disse o principal autor do estudo, Dr. Danny Longman. Segundo ele, estas características genéticas foram repassadas até os dias atuais.

9. Correr ajuda a manter a memória mesmo com o envelhecimento

Um estudo publicado pela revista de psicologia Psychonomic Bulletin & Review, concluiu que há evidências indiscutíveis de que há benefícios da corrida regular para evitar o declínio mental relacionado com a idade, principalmente a capacidade de alternância de tarefas, atenção seletiva, e retenção de memória.

Correr regularmente garante a saúde prolongada das artérias que transportam sangue e oxigênio e são responsáveis pela irrigação de áreas específicas do cérebro que tendem a se degenerar ao longo dos anos, levando à perda da memória, à defasagem da linguagem e à confusão de pensamentos.

Correr na juventude ajuda a manter ativas por mais tempo as funções cerebrais que garantem a atenção, a concentração, o planejamento e a organização das idéias.

Qual a quantidade certa para correr?

Pesquisas defendem que correr até dez quilômetros uma a duas vezes por semana leva ao máximo dos benefícios da corrida para a saúde e boa forma. Estudos mostram que a alteração no tipo de terreno onde a corrida é realizada não deve resultar em aumento de benefícios para a boa forma, no entanto, corridas ao ar livre e em grupo tendem a melhorar o bom humor e o bem estar nas pessoas.

Correr mais que 30 quilômetros por semana pode melhorar a aptidão cardiovascular, mas, paradoxalmente, aumenta ligeiramente o risco de lesão, esclarecem os especialistas. Eles defendem a corrida moderada porque se exercitar em um nível elevado não traz maiores benefícios para a saúde.

Dicas para uma corrida saudável

  • Uma corrida perfeita é aquela onde não há lesões ou cansaço excessivo;
  • O risco de ferimentos e lesões durante as corridas aumentam de acordo com a intensidade da corrida e seu tempo de duração;
  • Os machucados mais comuns relacionadas à corrida acontecem no joelho e a idade mais avançada pode ser um fator de risco significativo para a ocorrência de lesões;
  • Especialistas recomendam fazer alongamento antes da corrida, dar tempo para o corpo se recuperar totalmente após o exercício e, principalmente, reconhecer os sinais de fadiga que o organismo emite em caso de excesso;
  • Você estará pronto para correr após, pelo menos, duas semanas de caminhadas ou alguma outra forma de exercício regular (cerca de 30 minutos por dia, quatro ou cinco dias por semana). Isto vai diminuir o risco de se machucar;
  • Use tênis e roupas adequadas, trace uma rota segura e deixe que seu corpo mostre até onde você pode ir. Algumas dores musculares especialmente no quadríceps e panturrilhas são de se esperar no início, elas podem ser somente um sinal que você está levando o seu corpo mais longe ou mais rápido do que ele está acostumado a ir;
  • Mas há algumas dores que não devem ser ignoradas. Quaisquer dores agudas ou que persistam ou piorem à medida que você desempenha suas atividades diárias são sinais de que o corpo precisa descansar e que você pode precisar de um médico especialista.
Fonte: Mundo da boa forma
Fitness

4 receitas de coxinha fit de batata doce e frango

Olá pessoal!! Tudo bem?

A coxinha fit feita com massa de batata doce é a coxinha mais procurada do momento. É uma boa opção para quem está de dieta ou para quem come pouco carboidrato já que essa receita não utiliza a farinha de trigo na sua preparação.

Resultado de imagem para coxinha de frango e batata doce

A coxinha fit de batata doce e frango, além de não prejudicar sua dieta, também é indicada para quem pratica musculação com o objetivo de ganhar massa muscular.

Isso porque essa receita é fonte de energia (carboidratos) de absorção moderada por causa da batata doce, um tubérculo de índice glicêmico moderado, além de ser rica em proteínas, por causa da presença do frango que é um tipo de carne saudável.

Neste post, trouxe 4 receitas de coxinha fit de batata doce e frango simples e práticas para você incluir na sua alimentação diária e na sua alimentação para os treinos. Acompanhe.

Receita 1 – Coxinha fit com milho verde e ervilha

Ingredientes

  • 1 batata doce grande cozida a vapor
  • 1 colher de sopa de azeite de oliva extravirgem
  • 2 dentes de alho amassados
  • ½ cebola
  • ½ peito de frango cozido e desfiado
  • 2 colheres de sopa de molho de tomate (de preferência caseiro)
  • Um pouco de água apenas para refogar
  • Milho verde e ervilhas a gosto
  • Orégano a gosto
  • Sal a gosto
  • Farinha de linhaça para empanar a coxinha

Modo de preparo

Para o recheio, coloque em uma panela o azeite, o alho e a cebola e deixe dourar.

Acrescente os demais ingredientes e deixe refogar, sempre mexendo. Reserve. Em um recipiente, corte a batata doce e amasse-a. Pegue um pouco da batata e faça uma bola entre as mãos.

Abra a massa amassando-a entre as mãos e recheie com um pouco do frango. Vá fechando a massa e moldando-a em formato de coxinha.

Passe na farinha de linhaça e coloque para assar. Você pode assar na fritadeira elétrica por cerca de 15 minutos ou no forno por, em média, 30 minutos.

No forno, vá sempre olhando para ver o ponto da coxinha. Você também pode variar os temperos da forma como preferir.

Receita 2 – Coxinha fit de batata doce, frango e queijo

Ingredientes

  • 250 g de batata doce cozida a vapor e amassada
  • 2 xícaras de chá de peito de frango temperado, cozido e desfiado
  • Ovo e farinha de linhaça o suficiente para empanar
  • Queijo a gosto para rechear

Modo de preparo

Em um recipiente, coloque a batata doce amassada e 1 xícara do peito de peito de frango desfiado e misture bem.

Pegue um punhado dessa massa e comece a modelar as coxinhas recheando-as com o peito de frango que sobrou.

Passe no ovo e depois na farinha de linhaça para empanar. Faça isso com toda a massa.

Leve ao forno pré-aquecido em temperatura média e deixe assar de 25 a 30 minutos.

Receita 3 – Coxinha fit de batata doce, frango e cenoura ralada

Ingredientes

  • 2 batatas doces cozidas a vapor
  • ½ peito de frango temperado, cozido e desfiado
  • 1 cenoura ralada
  • Farinha de aveia para empanar

Modo de preparo

Em um recipiente, coloque a batata doce cozida e amasse-a bem. Reserve. Em outro recipiente, coloque o peito de frango desfiado e a cenoura ralada e misture bem.

Pegue um pouco da batata amassada, amasse bem e abra em formato de círculo.

Recheie com o peito de frango e a cenoura. Vá fechando e modelando em formato de coxinha. Passe na farinha de aveia.

Leve ao forno pré-aquecido a 180º e deixe assar por 20 a 30 minutos.

Receita 4 – Coxinha fit com chia

Ingredientes

  • 1 batata doce cozida a vapor
  • 1 colher de sopa de semente de chia
  • 1 xícara de chá de peito de frango temperado, cozido e desfiado
  • Ovo e farinha de linhaça para empanar

Modo de preparo

Primeiro, amasse a batata doce e coloque em um recipiente.

Adicione a semente de chia e misture bem.

Pegue um pouco da batata e modele em formato de círculo. Recheie com o frango e modele em formato de coxinha.

Faça esse mesmo procedimento com toda a batata. Passe no ovo e depois na farinha de linhaça para empanar.

Leve ao forno pré-aquecido a 180º e deixe assar de 20 a 30 minutos. Vá sempre olhando até a coxinha chegar ao ponto.

Dica de preparo das coxinhas fit

Além do forno convencional, pode-se preparar as coxinhas na AirFryer (fritadeira elétrica sem óleo), e elas ficaram muito mais saborosas. Sempre em 180° e vai sempre dando uma olhada para ver quando fica no seu ponto, o que gira em torno de 20 a 30 minutos também.

Bjs!♥

Fitness

O que acontece quando você para de se exercitar?

Olá pessoal!! Tudo bem?

Ao manter uma rotina de exercícios, é difícil encontrar alguém que nunca tenha sentido um pouco de desânimo ou desmotivação em alguns momentos. É aí que acabamos tirando um dia a mais de descanso, que acaba se estendendo para uma semana. Então, o trabalho fica um pouco mais puxado, a família demanda um pouco mais de tempo e, quando você percebe, passou um mês longe da academia

Sorrateiramente o sedentarismo vai tomando conta do seu dia a dia e vai ficando cada vez mais difícil voltar a se movimentar. Quando isso acontece, o nosso corpo acaba sofrendo as consequências da falta de atividade física. Não acredita? Veja só o que acontece com o corpo em cada fase longe dos exercícios:

Resultado de imagem para exercício físico

Uma semana sem exercícios

“Quando ficamos uma semana sem treinar, nossos músculos param de se movimentar e receber estímulos. Para entender os prejuízos, é preciso entender como você conduz essa semana”, diz o educador físico Thiago Arias, de Santos, litoral de São Paulo. “Devemos levar alguns fatores em consideração (descanso, alimentação e estresse). O estresse libera um hormônio chamado cortisol, responsável por catabolismo (perda de massa muscular), portanto, se você conseguir equilibrar estes fatores possivelmente os danos serão menores”, completa.

Entre um e seis meses sem exercícios

Neste período, os efeitos começam a piorar. “Precisamos entender que tudo o que o nosso corpo não utiliza, ele excreta ou acumula. No caso da massa muscular, muitas pessoas cometem o erro de achar que a massa muscular vai virar gordura, porém, são duas coisas completamente diferentes. O que acontece é que a partir do momento que eu tenho um volume muscular maior e não utilizo, a tendência é haver uma atrofia desta massa. Com o consumo de calorias e alimentos calóricos somados a isso, a tendência é aumentar o percentual de gordura. Por isso, muitas pessoas acham que o músculo virou gordura, quando na verdade a massa muscular atrofiou e a massa de gordura aumentou”, explica o especialista.

Um ano sem exercícios

Pessoas que trabalham com atividades que não exigem muita movimentação ou que ficam longos períodos sentadas acabam apresentando um ganho de peso maior nessa fase, “além de terem também problemas posturais e desvios”, conta o educador físico. “As chamadas síndromes metabólicas, como hipertensão, diabetes, doenças coronarianas e outras complicações são mais evidentes. Na parte estrutural, podemos desenvolver fraqueza e encurtamento nos músculos e, consequentemente, nas articulações. Fora a perda do condicionamento cardiorrespiratório muito importante em nosso dia a dia”, alerta Arias.

Fonte: Minha vida
Fitness

Receita Rápida – Hambúrguer Caseiro de Frango

Olá Pessoal!! Tudo bem?

Hoje trago uma receito bem rápida e prática. Vale a pena testar!

Hambúrguer de frango

Resultado de imagem para hamburguer caseiro de frango

Ingredientes

  • 1 peito de frango grande sem osso (300 g)
  • 4 dentes de alho amassados
  • Sal e pimenta do reino a gosto
  • 1 maço de cheiro verde picado

Modo de preparo:

Bate o frango no liquidificador aos poucos para triturar o frango, reserve em uma bacia. Acrescente os temperos, deixe descansar na geladeira por 20 minutos. Para fazer o formato do hambúrguer você pode utilizar o modelador de hambúrguer (modelador de plástico) ou modelar com as mãos.

Para fritar, use uma frigideira antiaderente e substitua o óleo pela água. Pingue gotas de água na frigideira aos poucos até o cozimento completo do hambúrguer.

Até a próxima!

Bjs!♥

Fitness

10 melhores exercícios para emagrecer

Olá pessoal!! Tudo bem?

Nos dias de calor, a ordem é torrar sem dó nem piedade toda a energia extra acumulada pelo organismo. E mais: fazer isso num piscar de olhos e, se possível, com muita diversão.

Resultado de imagem para fitness

Veja um ranking com as dez atividades que mais queimam calorias, e o pró e contra de cada exercício. Afinal, não adianta nada ficar com uma barriguinha linda se você for obrigado a ficar de molho em casa, com dores pelo corpo todo. Continue lendo “10 melhores exercícios para emagrecer”

Fitness

Bolo Integral com Aveia e Banana

 

Olá Pessoal!! Tudo bem?

Para quem busca uma vida mais saudável, praticar atividades físicas e manter um cardápio equilibrado são dois pontos fundamentais que devem ser combinados para obter resultados de sucesso. Com uma rotina corrida, nem sempre isso é muito fácil, por isso, qualquer ajuda cai muito bem, não é mesmo?

Para que todo esse trabalho fique um pouco mais simples para você, vou postar regularmente receitas para o café da manhã, almoço, lanche e até sobremesa!

Hoje fiz um bolo integral com aveia e banana. Para quem está na dieta e tem que se abster de doces é uma ótima dica.

Ficou muuuito saboroso!! Veja a receita:

Processed with VSCO with  preset

Bolo Integral com Aveia e Banana 

Continue lendo “Bolo Integral com Aveia e Banana”